Programme > By author > Sillva Márcia

Tuesday 5
2.1.c. Demography, international population mobility and migrations III (Jean-Michel Decroly)

› 11:20 - 11:40 (20min)
› auditorium Albert II (palais)
A paisagem de cidades do Centro Sul do estado do Paraná (Brasil) a partir da presença de imigrantes ucranianos: “migrantscape”
Karla Brumes  1@  , Márcia Sillva  2, *@  
1 : Karla Rosário Brumes  (UNICENTRO)
Rua Afonso Botelho, 1955 Santa Cruz Guarapuava-Paraná -  Brésil
2 : Márcia da Silva  (UNICENTRO)
Rua Professor Amálio Pinheiro, 878 Santa Cruz Guarapuava-Paraná -  Brésil
* : Corresponding author

Os movimentos migratórios são importantes na configuração e transformação das paisagens urbanas e da imagem de uma cidade. Falamos de imigrantes sobrepondo-se e interligando-se, convivendo numa relação de conexão mútua com a paisagem urbana das cidades. Ao relacionarmos a configuração da paisagem urbana x imigrantes, podemos analisar novas dimensões sobre as questões que envolvem as comunidades, os grupos, as disputas, as conquistas. Neste sentido, buscamos conhecer e tornar mais visível a contribuição dos imigrantes ucranianos que se imbricaram e se interligaram às paisagens urbanas de cidades do Centro Sul do Paraná-Brasil o que aqui chamamos de - migrantscape (migração + paisagem). Assim, duas análises são consideradas: uma objetiva que se propõe a compreender as arquiteturas das regiões de origem dos imigrantes, locais de culto religioso, organização interna das habitações e uma subjetiva que analisa a variedade das formas de vestuário, as comidas tradicionais a música e as formas de expressão artística e cultural transportadas do país de origem. Para tal lançamos mão de pesquisa bibliográfica a fim de elucidar conceitos/ou temas como migrações, paisagem; produção do espaço urbano; territorialidades; “migrantscape” e suas tipologias; levantamento de dados empíricos; roteiros de entrevistas semiestruturadas. A partir disso foi possível fazer análises acerca da importância dos imigrantes ucranianos que configuraram arranjos sociopolíticos de diferentes escalas. Inquestionavelmente os ucranianos que imigraram estabeleceram e estabelecem relações múltiplas e mutáveis que entendíamos ainda ser pouco estudadas ou, talvez, insuficientemente compreendidas – com a natureza, com as populações nativas, com os usos e costumes com o mundo ao seu entorno.


Online user: 1